Launchers adaptativos no Android


Quem frequenta assiduamente a Play Store já deve ter esbarrado inúmeras vezes nos launchers e em todo seu ecossistema (ícones, telas de bloqueio, ambiente de trabalho etc.). Isso deve gerar muitas perguntas na maioria dos usuários de Android que observam meio de lado toda aquela parafernália de widgets mas não tem coragem de alterar tão seriamente a interface original de seu aparelho. Mas, recentemente, esse tipo de tecnologia vem ganhando destaque e apoiando grandes investimentos, como no caso do Facebook Home, launcher com foco na experiência de uso da maior rede social. A Mozilla anunciou, na InContext sua investida no Firefox Launcher, que avança sobre o Android utilizando a inteligência gerada no desenvolvimento do Firefox OS, o seu sistema operacional para smartphones. Outro avanço vem do lado independente dos desenvolvedores da Nokia, empresa adquirida pela Microsoft, que acaba de liberar o Z Launcher para dispositivos de outras empresas.

[su_youtube url=”https://www.youtube.com/watch?v=IYtAkOb62nU#t=21″]

Esse launcher trás uma usabilidade diferente, já explorada pela gigante Yahoo no seu Aviate. Ambos aproveitam sua capacidade de adaptação aos vários contextos do dia-a-dia e do uso que se faz do dispositivo. Essa função adaptativa nos leva a uma experiência realmente inovadora, fundada na mobilidade ou “grudabilidade” dos aparelhos aos seus usuários. A interface visual e os recursos se transformam com o passar do dia, a localização ou o comportamento do usuário.

 [su_youtube url=”https://www.youtube.com/watch?v=gj-cYb9eiRY”]

Para quem gosta de mais aventura pode experimentar também outros launchers adaptativos com características muito peculiares. O Everything.me e o Chameleon tambem ajudam você a organizar muito bem os ícones e widgets para que fiquem sempre a sua mão. Essas também são ferramentas muito poderosas e até mais charmosas que as das grandes companhias.

[su_youtube url=”https://www.youtube.com/watch?v=9fHOYuzsIZo”]

Indique  em nossos comentários de qual você mais gosta ou as razões pelas quais você ainda não aderiu a essa incrível (re)volução.

Facebook Comment